Um verão sem limites?

Por


Postado em 17 de January de 2017


crossfit-no-veraoOlá pessoal, tudo bem?!

Andei um pouco sumida, não é mesmo?! Viajei e estava sem internet.  Bom, quero contar para vocês que estava na praia, aquele lugar lindo, sentindo a natureza na pele e, claro, os desfiles dos corpos “feitos para o verão”.

É muito interessante isto, não é?! As pessoas treinam, fazem dieta, para colocarem os biquínis minúsculos ou a famosa sunga branca e ficarem desfilando e captando olhares nas areias. Crítica? Nenhuma, tá?!

Uma manhã de sexta-feira, estava eu sentadinha debaixo coqueiro e vi uma movimentação diferente, a areia foi sendo tomada por pneus, cones, cordas, caixotes, escadas e alguns colchonetes. As pessoas tiravam seus tênis, prendiam o cabelo e estavam prontas para uma verdadeira guerra contra o sedentarismo nas férias. Eu não diria que a atividade realizada era um crossfit, pois chegando em casa, pesquisei no site oficial (www.crossfit.com) e só existem duas praias no Brasil afiliadas e eu não estava em nenhuma delas. Mas, era uma atividade funcional na praia!!! Achei fantástico o contato com a natureza, os pés no chão. Repositores sendo substituídos por água de coco, o pré treino era salada de frutas e o pós, açaí.

Então fiquei ali observando os exercícios, que eram feitos por homens e mulheres focados. Inicialmente, achei tudo lindo demais. E sim, me bateu uma invejinha e vontade de estar lá. Porém, com os minutos passando, o sol esquentando, pessoas fazendo 6 minutos de Burpees sem parar, pulando corda até cair, saltando até acabarem as forças das pernas, saindo do treinamento bem vermelhas, com um cansaço extremo, deitadas no chão e , no final , conversando sobre dores nos ombros e nos joelhos. Espera aí, não era uma guerra contra o sedentarismo?!

Lembrei-me então de um treinamento lançado em Londres chamado Flatline que possui até um cardiologista de plantão durante e após a prática dos exercícios. Para vocês terem uma ideia, antes do treino os alunos assinam um termo de responsabilidade e são convidados a doarem seus órgãos. Gente, sério, achei isso tão absurdo e o pior, as academias estão cheias de gente se colocando nessa situação extrema.

Pergunto: Por que isso tudo? Tenho amigos que extrapolam seus limites no Crossfit e nas academias diariamente e sinceramente não entendo a razão de tudo isso.

Ter uma vida saudável é um processo contínuo e, até onde eu sei, não está relacionado com lesões. Sei que ocasionalmente elas acontecem, mas sabemos bem quando exageramos na dose a as provocamos, não é mesmo?!

Então meu recado hoje para vocês é: pratique exercícios com responsabilidade. Na praia, nas academias, nos boxes de Crossfit, nas ruas e parques, mas cuidado com seu corpo, observe seu limite e não tente ser igual a ninguém. Enfim, não se agrida!

Vá com calma. Um dia de cada vez. Um degrau por vez.

Movimente-se. Moovup-se.