Whole30 – Um programa que promete mudar seu corpo em 30 dias

Por


Postado em 6 de March de 2017


whole30-2Olá pessoal, tudo bem?

Acabou o carnaval e novamente estamos em busca do corpo perfeito ou da tão sonhada barriga chapada, não é mesmo?! Pois é, pessoal, estamos no mesmo “barco”, acho que nessa semana o ano deu seu “start” novamente e por isto também estive procurando algo novo para me ajudar a perder o que “ganhei” no carnaval.

Assim, conheci a Whole30. Vocês já ouviram falar? Whole 30 (www.whole30.com) é um programa de emagrecimento, criado em 2009, que promete uma mudança de vida em 30 dias! Incrível, não é?! Bom, seus idealizadores dizem que existem alimentos que afetam silenciosamente nosso corpo (gastrite, peso estagnado, mau hálito, falta de disposição…) e devemos retirá-los por completo da nossa alimentação.

Algumas proibições:

– Grãos (arroz, trigo, quinoa, aveia, milho, amaranto…);

– Leites e derivados

– Açúcares e adoçantes (mesmo os mais naturais, como mel e agave)

– Alguns legumes (feijão – todos os tipos, lentilha, soja (fique atento aos rótulos, alguns alimentos possuem lecitina de soja .. )

– Fast food

– Álcool e cigarro

Você deve estar perguntando o que pode comer, não é mesmo?!

Calma, calma! Segundo o programa, você pode comer carnes, ovos, frango, frutos do mar, peixes, frutas, sucos (com o bagaço), verduras, gorduras de boa qualidade (nozes, amêndoas, macadâmia, óleo de coco, azeite extra virgem), bebidas vegetais como “leite” de coco e amêndoas, café…  Ou seja, evite alimentos processados e industrializados em geral, quanto menos ingredientes, melhor. Você não deve se pesar ou tirar qualquer medida do seu corpo durante esse tempo e, caso saia um dia do programa, deverá reiniciá-lo do “zero”.

Minha opinião? Achei um programa muito restritivo (em função da falta de grãos e derivados de leite) e tenho medo do impacto no organismo nesses 30 dias.  Por exemplo, nós, brasileiros, estamos acostumados a comer feijão. Ele é uma importante fonte de ferro em nossa alimentação, será que, deixando – o de lado, iremos conseguir suprir a necessidade desse nutriente apenas com folhas verdes escuras, por exemplo? Outro problema: retirando tudo de vez, como iremos saber a real causa do mal funcionamento do nosso corpo? Entendo que consumimos em excesso carboidratos refinados e eles são muito maléficos para a nossa saúde e uma das causas da obesidade, mas e os integrais?

Então pessoal, como sempre, precisamos pensar no impacto das nossas ações a longo prazo. Cuidado com a moda e com o imediatismo! Aprenda a se alimentar com consciência e moderação porque no final das contas, a rotina irá determinar uma vida mais saudável e uma melhor condição corporal.

Moovup-se.