Escolha um tema relacionado a vida saudável

Veja como as pessoas interagem no aplicativo móvel Moovup..
Acesse uma amostra do banco de informações com as experiências de milhares de pessoas.

Exercícios, Pilates

Posso praticar pilates em casa?

 A prática de Pilates deve ser orientada por um instrutor, que vai acompanhar os movimentos do aluno e cuidar da sua postura e respiração. Alguns exercícios simples podem ser feitos em casa, mas só se você for bem experiente e já tomou a consciência corporal trabalhada pelo Pilates.

Se você está iniciando a prática, não se arrisque a fazer sozinho! Os exercícios mal executados podem machucar e provocar lesões.

Os especialistas recomendam uma média de duas a três vezes por semana, ideal para que o corpo ganhe condicionamento. Mas a frequência vai depender do seu objetivo. Diferente da musculação, que necessita de um descanso para responder aos estímulos, o Pilates pode até ser praticado diariamente. Seu instrutor vai determinar o melhor treinamento para o seu perfil.


 O objetivo do Pilates não é a hipertrofia, ou seja, o ganho de massa muscular. Porém, é possível aumentar a área dos músculos com exercícios de alongamento. O Pilates fortalece e define a musculatura profunda do corpo. Ele trabalha mais com a qualidade e a repetição de movimentos, e menos com o aumento das cargas. Seu corpo fica mais definido e menos inchado, trabalhando vários grupos musculares ao mesmo tempo.

 Podem sim, mas com a liberação do médico. O Pilates é muito recomendado para gestantes por trabalhar os músculos do assoalho pélvico, abdominais, paravertebrais e diafragma, que dão sustentação ao nosso corpo e auxiliam no trabalho de parto. A prática também pode evitar dores nas costas e estimular a circulação. Lembre-se de procurar um instrutor experiente com gestantes, pois para cada mês de gestação existem cuidados na execução dos exercícios.


 O Pilates contribui para o emagrecimento, mas não exerce essa função sozinho. Ele precisa ser combinado com atividades aeróbicas, como a corrida e a caminhada. O emagrecimento também vai depender do seu tipo de corpo, do seu nível de esforço e dos tipos de exercícios trabalhados durante a aula. O Pilates cria massa muscular magra, isso colabora para aumentar o seu potencial de queima calórica. Promove também uma respiração profunda e eficiente, o que é essencial para a queima de calorias e a regeneração de tecidos.

O método Pilates é usado pelos educadores físicos e fisioterapeutas em tratamentos de reabilitação postural. Os exercícios alongam, aumentam a flexibilidade e realinham o corpo, melhorando a postura e eventuais dores na coluna. Mas atenção: para os casos de patologia na coluna você deve buscar a orientação de um especialista, antes de fazer qualquer exercício. Antes de começar as aulas, o instrutor deve fazer uma avaliação física para entender seus problemas e limitações, aplicando os exercícios mais adequados.


O Pilates auxilia no tratamento e na prevenção da escoliose, pois estimula os dois lados do corpo igualmente. Ele fortalece, alonga e equilibra o corpo, proporcionando melhor alinhamento da coluna, reduzindo as tensões musculares e as compressões discais. O Pilates trabalha a flexibilidade, isso alivia as dores e previne o agravamento da doença. O tipo de exercício vai depender do grau da sua lesão, da intensidade dos sintomas e da sua capacidade de execução. Não deve haver sobrecarga ou dor durante e depois das aulas.

Primeiro é necessário saber qual o grau de sua artrite reumatóide e também quais são as suas limitações. Seu médico pode lhe recomendar o Pilates para trabalhar o fortalecimento dos músculos, pois ele vai ajudar na sustentação da coluna e melhora da postura. O Pilates também melhora o estresse, a respiração, a flexibilidade e a coordenação motora. Mas é importante que, antes de iniciar qualquer atividade, você procure orientação do seu médico ou fisioterapeuta.

Para responder a esta pergunta é preciso avaliar a intensidade do treino, a frequência das aulas e o tipo de corpo da pessoa. Cada metabolismo reage diferente, uns respondem mais rápido e outros demoram um pouco mais. Os resultados também dependem da sua alimentação. Mas em média, levando em consideração duas aulas por semana, pode-se observar diferenças a partir da décima aula. Porém, os primeiros resultados nem sempre são estéticos, mas abrangem principalmente o alongamento e a postura corporal.

Uma alimentação balanceada está diretamente relacionada com um bom rendimento durante a prática do Pilates. É importante consumir carboidratos antes das aulas, pois são alimentos de digestão rápida que fornecem energia para os exercícios. Evite proteínas, que podem causar desconforto intestinal. Antes da aula você deve comer algo leve e em pouca quantidade. O ideal é comer no mínimo duas horas antes alimentos como granola, barra de cereais, pães integrais e frutas secas.

O Pilates ajuda o adolescente a encontrar o equilíbrio muscular, dando maior estabilidade, principalmente à coluna, devido ao trabalho do “core” – centro de força que envolve o abdômen, paravertebrais, diafragma e assoalho pélvico. Ele melhora a postura, o equilíbrio, a força muscular, a respiração, entre tantos outros benefícios.


O trabalho de Pilates é feito dentro de um Studio utilizando os aparelhos criados por Joseph Pilates, onde é realizado de forma individual para assim poder trabalhar os objetivos e necessiaddes dos clientes de forma rápida, efetiva e segura. Este é o verdadeiro trabalho de Joseph. Esta aula individual é feita no Studio com 55′ de duração com um professor por aluno e utiliza os aparelhos com as molas e o mat. Nestas aulas o aluno trabalha o seu corpo de acordo com suas fraquezas, desequilíbrios e necessidades particulares obtendo ótimos resultados. O ideal é praticar Pilates duas a três vezes semanais.

As aulas de mat trabalham só um aspecto do método, utilizando o solo, portanto o resultado não é tão rápido e seguro como a aula individual. Desta aula podem usufruir pessoas saudáveis que não tenham problemas ou limitações físicas, já que o aluno tem que se adaptar ao grupo.

São duas atividades físicas que tem objetivos, estratégias e sequencias de exercícios diferentes. As duas são uma filosofia de vida e trabalham corpo, mente e espírito; visando um bem-estar, equilíbrio e autoconhecimento. Os caminhos que cada atividade utiliza serão diferentes para cada indivíduo.

O trabalho de condicionamento que o Método proporciona faz com que ocorra o relaxamento da musculatura trabalhada, o alongamento faz com que você diminua a tensão muscular causada no dia-dia, ocorre liberação de endorfina que causa um bem estar no indivíduo.